Proximidade das Eleições gera debandada em massa da Prefeitura Municipal

Nos últimos dias o Diário Oficial da cidade de Bragança Paulista preencheu as páginas com uma expressiva quantidade de exonerações de cargos públicos. Muitos perguntaram o que poderia estar ocorrendo e qual seria a estratégia do Executivo – mas, na verdade, a proximidade das eleições é a grande responsável. Entenda o motivo.

O Tribunal Superior Eleitoral é claro: todos aqueles que desejam pleitar um cargo público deve ser afastado de qualquer atividade com meses de antecedência à eleição. E, caso queiram notificar aos conhecidos e população, podem fazer após o afastamento e de forma clara como: PRÉ-CANDIDATO, seja a vereador ou prefeito, sem a divulgação do número eleitoral.

Por conta disso, uma verdadeira debandada ocorreu na Prefeitura Municipal de Bragança Paulista. Alguns já deixaram claro que estão se afastando por conta do pleito eleitoral, como é o caso da ex-funcionária pública Camila Marino, que anunciou em seu Facebook a oficialização da campanha. Outros, no entanto, ainda não se pronunciaram oficialmente, mas já foi apurado pela redação que também concorrerão ao cargo de vereador, como o caso da (recém ex) Encarregada da Central de Ambulâncias, Celia Piovesan, que concorrerá com o nome de “Célia da Ambulância“.

Celia da Ambulância e Camila Marino. Ex-funcionárias públicas pré candidatas à vereadora

Nos dois casos, as ex-funcionárias da Secretaria de Saúde da cidade estão ligadas a partidos associados ao atual prefeito municipal, Jesus Chedid.

Devido a pandemia do Coronavírus, as Eleições 2020 foram adiadas de outubro para o mês de Novembro. A data escolhida foi o dia 15 de novembro.

Notícias Relacionadas

Leave a Comment